OLHAR
Homepage do Metrô
 
STABILO
Música: Alec
Letra: Angelo Palumbo
Humanóide meio sintético (Stabilo, stabilo)
Degenerador da raça e acha graça (Stabilo, stabilo)
Culpado por estes tempos frenéticos (Stabilo, stabi...)

Louco! Ingere veneno com polietileno
Sente! Orgasmo poli-astronômico só em pensar
No desastre atômico... atômico...

Sua vibração desintegra as esperanças (Stabilo, stabilo)
Vê na radiação a maior curtição (Stabilo, stabilo)
Vídeo, maníaco é louco informático (Stabilo, stabi...)

Louco!...

Frère Jacques,
dormez-vous?
Sonnez les matines,
ding deing dong

Antes que aconteça agrande demência!!!!
Favor desligar o seu televisor...

Comments